Design e Saúde : The Perfect Match


Eu sou apaixonada por Design. Dou aula na universidade de medicina utilizando o Design Thinking há mais 3 anos e utilizo metodologias de Design no meu dia a dia para criar ideias, fazer reuniões, implementar projetos, montar palestras, até para decorar a minha cozinha. Mas eu nunca tinha pensado sobre como o Design me ensinou e entender os serviços de saúde de forma diferente.

A primeira vez que ouvi falar de Design Thinking foi em 2013, em um curso de inovação no Rio de Janeiro. Um desenho muito simples me mostrou um cenário muito amplo: ao olharmos um serviço de saúde do ponto de vista do paciente, entendendo suas dores, seus ganhos e o que ele precisa fazer para conseguir o que ele quer, fica evidente o abismo entre o que é valor para o paciente, para o serviço e para o profissional.

Foi nesse curso que conheci o Levi, CEO da QuesttoNo, e ele acabou sendo um dos responsáveis pelo projeto que me levou para a Singularity University em 2014 - um aplicativo de mapeamento de rotas de bicicleta baseado no comportamento das formigas. Conceitos de Design, User Experience, BioDesign e muitos post-its que me levaram a minha primeira viagem do Design - afinal, o céu não é o limite na NASA.

Lá na Singularity passei 3 meses imersa em inúmeras metodologias que me mostravam como o trabalho colaborativo em equipe multi e interdisciplinares é transformador; como metodologias criativas permitem idéias revolucionárias; como entender o que é importante para o seu consumidor é fundamental para o sucesso do seu propósito; Como não é sobre você, é sobre o seu usuário.

Incorporei o design na minha vida sem sentir, mas acho que ele me tornou uma profissional de saúde muito mais completa, com uma visão mais ampla, mais aberta e mais colaborativa. Acho que a medicina me ensinou a tratar, mas a visão do design me ensinou a cuidar.

Acompanho de perto os projetos da Questtonó desde que conheci o Levi. Achava incrível como eles conseguiam em encontrar soluções inovadoras para os desafios que as pessoas vivenciam todos os dias, desde produtos para a sua cozinha, na logística de combustíveis no Brasil, e até em projetos de comportamento sobre questão de gênero. Papo vai, papo vem, chegamos à conclusão de que unir a expertise da Questtonó com a minha experiência na área de saúde só poderia ser uma BOA ideia.

Lado a lado com minhas atividades como médica e empreendedora, passei a fazer parte do time de inovação da Questtonó como Health Advisor. Sou apaixonada por gente que gosta de gente e estar ao lado de um time que coloca as pessoas em primeiro lugar reforça minha crença de que ainda há muito para se transformar e construir na direção de um mundo melhor e mais humano.

Juntamos nossas expertises e queremos ampliar a conscientização sobre novas maneiras de entregar saúde para a população, de acordo com as suas particularidades, e assim projetar junto com as empresas do setor o que pode vir a ser o futuro da saúde no Brasil.

Vamos mergulhar em cada ecossistema relacionado à saúde, entender suas inúmeras oportunidades e mapear soluções que descompliquem e evoluam os produtos e serviços oferecidos hoje, para que cada indivíduo possa viver a vida em todo o seu potencial. Como diria Paulo Freire:

\"O mundo não é, o mundo está sendo...\".

Saúde também não é , saúde esta sendo... E nós queremos SER parte dessa mudança. Fiquem de olho!

por Dra. Andressa Gulin.


TEMAS