Mulher e Trabalho o Desafio de Conciliar Diferentes Papéis na Sociedade


Mulher e Trabalho o Desafio de Conciliar Diferentes Papéis na SociedadeO mundo está em verdadeira mudança e não é mais aceitável desconsiderar fatos que alterem significativamente o caminho da sociedade. A ascensão da mulher e a evolução dos seus papéis na sociedade merecem especial atenção. Desde várias décadas atrás, a mulher vem tendo uma trajetória quase silenciosa rumo a uma mudança do seu modo de agir e pensar.

Seu novo pensamento e suas ações têm causado impacto no formato da família, nas estruturas de apoio domésticas e principalmente na sociedade. Diante das transformações, a mulher enfrenta na atualidade um momento histórico que merece destaque e atenção. Toda mulher, de qualquer classe social, está vivendo um dos períodos de maior pressão de sua vida, só equivalente às dificuldades que teve de enfrentar quando ainda era considerada um ser de segunda classe quando comparada aos homens. Infelizmente, isso ainda ocorre em países que teimam em não perceber o quanto estão equivocados.

Dessa forma, o livro Mulher e Trabalho: O desafio de conciliar diferentes papéis na sociedade, de Amalia Sina, se propõe a tratar o tema sob o ponto de vista em primeiro lugar da mulher e seus anseios, passando pelos interesses da sociedade, chegando aos interesses do empresariado e até do governo, dentro das melhores práticas existentes que auxiliem a evolução continuada da mulher. Ao mesmo tempo em que é um especial prazer a leitura de um livro sobre este tema, é também um desafio que se impõe ao representar o pensamento de toda uma classe forte e trabalhadora, que é a mulher no seu estado mais puro.

Nunca se exigiu tanto da mulher como nos dias de hoje. Logo cedo, ainda pela manhã, já se tem de estar bem, se preparar para ser vista, admirada, julgada, às vezes preterida, cobiçada, amada entre outras tantas coisas. A própria mulher do seu tempo não se aceita sem tentar obter o que é melhor para ela. Tem uma noção clara do que é bom e do que é duradouro. Recentes pesquisas demonstram que apesar de realizada com os seus vários papéis na sociedade, a nova mulher está insatisfeita ou até infeliz.

Está buscando um equilíbrio que parece ser ficção científica. O desafio advém do fato de na busca frenética por chegar lá, seja lá onde for, ela ter de entregar à sociedade e a si mesma muitas qualidades. Principalmente no campo profissional. Qualquer que seja a área de atuação, a nova mulher se cobra o tempo todo para estar alinhada a todas as tendências, não se descuidando de quase nada. Trata de sua beleza, busca conhecimento, volta aos estudos, lapida idiomas, investe em roupas, treinamentos, um sem fim de atividades utilitárias. Isso tem um preço, que ela paga sem pedir recibo. Assim caminhando, vai conquistando e deixando para trás os desafios. Tem clara a noção de que não há bônus sem ônus.

TEMAS