Diversidade no mundo real


Atenção empresas e organizações em geral. Estas estatísticas demonstram que uma parte da população está entendendo que as eleições recentes significaram um \"liberou geral\". Há pessoas trazendo para dentro das organizações o que não é interessante, evidentemente, como isso de ofender, humilhar, dizer o que pensa sem qualquer compromisso com o respeito.

O que fazer nas organizações? Reforçar sua mensagem para todos e todas, sua identidade (missão, visão e valores), seu Código de Conduta e políticas que tratem de direitos humanos. É o mínimo.

Está aumentando também o número de casos de assédio e de práticas de discriminação (interna e externamente). Estou preocupado que esteja aumentando o número de clientes da Txai em função de problemas desta natureza.

Sempre aproveitamos a crise para transformar em algo positivo, mas o mínimo que se pode fazer hoje é reforçar mensagens já existentes dentro da própria organização.

Sua empresa não é uma rede social onde as pessoas podem fazer e dizer o que querem, onde se deletam pessoas que pensam diferente, que se ofende com a maior facilidade sem qualquer consequência. É um equívoco porque há consequências também no mundo virtual. Mas, a empresa é do campo do real, as pessoas convivem quer gostem ou não das ideias uns dos outros.

Reproduzir no mundo real o que se faz no mundo virtual é um problema. Oferece, contudo, uma oportunidade para qualquer organização trabalhar o cuidado com a qualidade das relações neste mundo concreto onde os conflitos podem e devem ser resolvidos com respeito, empatia, inclusão e valorização da diversidade.


TEMAS