ACE Innovation Survey


Desde que lancei meu livro “A Estratégia da Inovação Radical”, tive contato com centenas de empresas e pude conhecer várias estratégias e iniciativas de inovação únicas. Acima de tudo, conheci gente que realmente acredita que é possível pensar diferente. Pessoas, estas, que sabem que o caminho para a inovação é duro e desconfortável. E que assumem riscos pessoais todos os dias para tornar as empresas em que trabalham mais inovadoras.

Ainda existe uma dissonância entre as percepções da diretoria e média gerência quando o assunto é inovação. E acredito que exista uma grande oportunidade de alinhamento entre estes executivos. A mudança começa por cima. Os inovadores precisam descobrir sua própria verdade, suas próprias teses e apostas. E olhar para o lado e não ver outras empresas fazendo o mesmo, gera ansiedade.

Não seria mais fácil colocar minha marca em um local de inovação? Talvez criar um hackaton externo? A verdade é que nossa pesquisa nunca mostrou qualquer correlação entre este tipo de ação e inovação de verdade: aquela que aumenta a receita da empresa ou que aumenta o seu valor de mercado. E é neste tipo de inovação que estes executivos deveriam focar sua energia.

Vejo empresas menos focadas nos concorrentes e prestando mais atenção nos seus clientes. Tenho convicção que as melhores estratégias vêm desta abordagem. Deixando o FOMO de lado e criando um caminho único, com seu estilo e modelo de atuação, estas empresas estão despontando na economia brasileira. Ao mesmo tempo que vemos um agressivo movimento no mundo das startups, com grande crescimento no volume de investimentos de Venture Capital, também percebemos grandes corporações começando e levar o Corporate Venture a sério e dedicar recursos relevantes aos seus projetos de inovação.

Nossa missão ACE é fomentar a inovação no Brasil e nos colocar em um patamar competitivo global. Espero que este survey inspire e dê insights para ajudar esta transformação.


TEMAS