TEMAS


Gerson Camarotti

Camarotti começou a carreira no Recife, no início dos anos 90, onde passou pelas redações da Rede Globo Nordeste, Diário de Pernambuco, Rádio Clube, sucursal da revista Veja, além de ter integrado o time de jornalistas que participou da fundação da rádio CBN na cidade, em 1994.

Em 1996, foi para Brasília, como repórter da sucursal de Veja, onde permaneceu até 1997. Pela revista, cobriu o Massacre de Eldorado dos Carajás e foi autor das entrevistas com os escritores Ariano Suassuna e Rachel de Queiroz para as páginas amarelas. Ganhou o Prêmio Abril de Jornalismo com a reportagem Mortes Silenciosas, sobre a tragédia da hemodiálise em Caruaru. Depois, seguiu como repórter especial e colunista interino do Correio Braziliense, onde atuou até o ano seguinte. Na ocasião, fez uma das últimas entrevistas com o poeta João Cabral de Melo Neto para série A Arte de Escrever.

Em 1998 foi para a sucursal de O Estado de S.Paulo, como repórter especial e colunista. Pelo jornal, ganhou os prêmios Icatu de Jornalismo Econômico e Fiat Allis. Deixou o Estadão, em 2001, para ser editor de política da revista Época, em Brasília, cargo que ocupou até 2003. Ainda nesse ano, seguiu para a sucursal de O Globo, como repórter especial de política.

Publicou o livro Memorial do Escândalo, da Geração Editorial, em parceria com Bernardo de La Peña, também de O Globo na época. A obra revela os bastidores do escândalo do mensalão, em 2005.

Em agosto de 2010, integrou o grupo de jornalistas que fundou o GloboNews Em Pauta. Participou da primeira edição do programa.

Com sua experiência na cobertura de Política em Brasília, lançou em maio de 2012 o Blog do Camarotti, com o slogan “É Exclusivo. É direto de Brasília. E está nos corredores do Poder”. Neste mesmo ano, passou a desenvolver uma nova linguagem para a cobertura de bastidores políticos para a televisão, com o uso de celular para as reportagens exclusivas feitas para o Jornal das Dez - que se transformou no quadro "De olho no poder".

Participou da cobertura de todas as eleições presidenciais desde 1994. Também cobriu o escândalo do mensalão, em 2005 e desde 2014 acompanha os desdobramentos políticos da Operação Lava Jato, sendo autor da primeira entrevista exclusiva do juiz federal Sérgio Moro.

O Fato de ter se especializado a temas ligados ao Vaticano, o levou a entrevistar o Papa em 2013, Logo em seguida publicou o livro Segredos do Conclave, com revelações inéditas da eleição do Papa Francisco. Apos Papa Ler o livro ficou impressionado pela maneira de como Gerson adiquire tanta informação, o que o levou a ser finalista do Prêmio Jabuti, de 2014.

Escolhido duas vezes entre os 'mais admirados jornalistas brasileiros'. Subiu de posição em 2015 é TOP 50 do prêmio. Antes foi TOP 100. No ano ficou também em 5º lugar entre os TOP 10 da Regional Centro-oeste.

Em 2015 fez um trabalho histórico. Idealizou e dirigiu o documentário Morte e Vida Severina – 60 anos depois, ao lado da jornalista Cristina Aragão, que foi lançado no Festival do Rio e exibido na GloboNews.”
 
Ainda em 2015, o documentário recebeu o Prêmio Aberte. Neste mesmo ano, Camarotti também ganhou o Prêmio Engenho, na categoria Jornalista do Ano. Também foi agraciado com o Prêmio Roberto Marinho do Mérito Jornalístico, concedido pelo Senado Federal, em sua primeira edição.

Na pesquisa Mídia e Política 2016, feita pela FSB sobre os meios e veículos pelos quais os deputados federais brasileiros preferem se informar, Gerson Camarotti, da GloboNews, foi citado como o comentarista de política mais influente entre eles.

Foi vencedor do Prêmio Comunique-se nos anos de 2016 e 2017.

Em 2018, publicou novo livro sobre o tema: “Para onde vai a Igreja?”. Para a obra, Camarotti entrevistou cinco cardeais brasileiros para analisar os primeiros cinco anos do pontificado de Francisco. Nesse mesmo ano estreou o Conexão Brasília, no Jornal da CBN.

Desde 2008 atua na rede Globo News e atualmente é o comentarista de política do canal. 

Temas de Palestras:

- A Conjuntura Política e Suas Implicações Para a Economia
- O Reflexo da Lava Jato no cenário político e econômico do Brasil
- Economia Cenário Nacional e Internacional
- Política - Jornalistas
- Agronegócio - Agrobusiness  

Tipos de trabalhos:

- Jornalistas
- Moderador de Debates 
- Apresentadores

AT 09-09