TEMAS


Vera Cordeiro

Vera Cordeiro é médica e trabalhou por 20 anos no Hospital da Lagoa.

Foi lá, que surgiu a inspiração para fundar e presidir a ONG Saúde Criança, eleita a melhor ONG da America Latina e a 21° ONG do mundo. Mesmo com poucos recursos, a ONG já atendeu 50 mil crianças.

Ao atender os pacientes na pediatria do hospital, Dra. Vera percebeu que o ato médico não se completava.

Conseguia tratar a doença, mas as crianças voltavam para casas insalubres, com pais muitas vezes desempregados, sem condições de dar os cuidados adequados após a alta hospitalar.

Estava diante de um círculo vicioso: miséria, internação, alta, reinternação e muitas vezes morte.

A frustração diária a levou a criar um movimento dentro do hospital e junto à sociedade civil para fundar, em 25 de outubro de 1991, a Associação Saúde Criança que aborda a real causa de muitas das doenças tratadas em hospitais públicos: a miséria.

No começo Vera rifava objetos pessoais para angariar recursos.

A Associação Saúde Criança é um empreendimento social, sem fins lucrativos e sem filiação política ou religiosa, que criou uma metodologia pioneira visando a reestruturar as famílias de crianças com doenças crônicas e vítimas da desigualdade social, e promover o seu autossustento.

Como a pobreza e a miséria são multidimensionais, o Saúde Criança trabalha de forma multidisciplinar e integrada em cinco áreas: saúde, moradia, cidadania, renda e educação. Portanto, atua no cerne da inclusão social promovendo o desenvolvimento humano.

O trabalho se baseia no Plano de Ação Familiar (PAF), conjunto de ações com metas e prazos de execução.

O PAF é elaborado, em parceira com a família, por uma equipe formada por assistentes sociais, nutricionistas, psicólogos, psiquiatras e advogados, entre outros. C

ada família é atendida, individualmente, a partir das suas necessidades e potencialidades, durante um período de aproximadamente dois anos, para que possa adquirir autonomia e dignidade.

A Associação Saúde Criança Matriz, fundada em 1991 pela médica Vera Cordeiro, teve sua metodologia replicada por 23 instituições em todo o Brasil. Em 2010, adotou um novo modelo de governança, a franquia social, a fim de fortalecer esta metodologia inovadora.

Atualmente, a Franquia conta com nove unidades em seis estados brasileiros.As unidades atuam de maneira independente, possuem o seu próprio conselho e contam com equipe de profissionais e voluntários independentes da Matriz.

Existe um grupo de triagem formado por médicos, enfermeiros, assistentes sociais que escolhem nos hospitais públicos as famílias que vivem abaixo da linha da pobreza.

Quando a família chega aqui a Associação, é construidos com a família e com psicólogos, nutricionistas e profissionais de outros meios um plano de ação familiar baseado em cinco áreas, para que eles se autossustentem: apoio jurídico, reforma de moradia, medicamentos, alimentação e cursos profissionalizantes.

Eles têm várias ações a cumprir e, se não cumprem, nós também não ajudamos, e a família pode ser desligada do programa. Cada família custa em torno de R$ 800 por mês e o apoio dura dois anos em média.

A família tem que atingir várias metas nas cinco áreas. Tem que ter um salário mínimo, tem que ter uma moradia minimamente decente, todos os irmãos da criança doente têm que estar na escola, o responsável pela criança tem que estar profissionalizado.

Atingindo isso, a família "tem alta" e vem uma nova. Como a pobreza é multidimensional, tem que haver uma abordagen multidisciplinar. Muita gente fala assim: “Quero fazer uma organização para ajudar com moradia”, “quero ajudar com profissionalização”, “quero tratar a parte dentária”. - Diz Vera

A pobreza é tão complexa que se você não tiver uma abordagem multidisciplinar você não atinge as raízes e não dá instrumento para a família se autossustentar. diz.

Hoje, a ONG Saúde Criança tem reconhecimento internacional. Já ganhou diversos prêmios por causa do plano de ação familiar, que inclui: saúde, educação, moradia, renda e cidadania. São dez unidades espalhadas por seis estados brasileiros, mas a matriz é no Rio de Janeiro, onde cerca de 500 voluntários trabalham.

Temas de Palestras:

- Saúde
- A Saúde Social
- Saúde: um direito de todos
- Educação
- Empreendedorismo
- Familia
- Qualificação Profissional
- Mulheres de sucesso
- Qualidade de Vida
- Recursos Humanos
- Motivação
- Inclusão
- Superação de Desafios / Mudanças