TEMAS


Sergio Marone

Sérgio Passarella Marone é um ator, apresentador e dublador brasileiro.

Sério é estudante de direito, cursava também as oficinas do grupo TAPA e o Teatro Escola Macunaíma em SP.

Estreou na TV em 2001 na novela Estrela-Guia da TV Globo, no papel do misterioso paranormal Santhiago, que protegia a personagem Cristal (Sandy) das armações do vilão Carlos Charles (Rodrigo Santoro). Em 2001 ganhou seu primeiro papel numa novela das oito, o Cecéu de O Clone.

Na trama, seu personagem envolvia-se amorosamente com uma garota viciada em drogas, interpretada por Debora Falabella. Cecéu acaba se viciando também e começa uma luta pra dar a volta por cima e acabar com a dependência.

A novela foi um sucesso e essa trama envolveu o público de tal maneira que colocou o ator no topo do ranking como quem mais recebia carta no departamento de elenco da TV Globo.

Em 2002 fez sua estréia no teatro na comédia Segredos que só os homens têm adaptada do circuito off broadway por Bruno Mazzeo e Evandro Mesquita, que também dirigiu e atuou no espetáculo que rodou o país nos teatros das principais capitais. Em 2003 viveu o protagonista Victor em Malhação, seriado juvenil da TV Globo.

Quando encerrou sua participação no seriado juvenil voltou para o teatro pra fazer a polêmica comédia de Lauro Cezar Muniz, O Santo Parto dirigida por Luis Artur Nunes, ao lado de Roberto Bomtempo e José de Abreu, tiveram 5 Indicações para o Prêmio Shell do RJ, o prêmio mais importante do teatro brasileiro e passaram por diversos festivais de teatro como os de Angra e Curitiba.

A estréia, no RJ, foi polêmica, saiu na capa dos principais cadernos de cultura dos jornais do país, uma foto do ex- galã de Malhação beijando um outro ator (Roberto Bomtempo), numa das cenas da peça.

Em 2005 fez o Rafa, um mergulhador que fica paraplégico na novela Como uma Onda da TV Globo. Em 2006/2007 encena Escravas do amor adaptação e direção de João Fonseca das crônicas de Suzana Flag (Nelson Rodrigues) com a Cia Fodidos e Privilegiados.

Tiveram 2 indicações ao Prêmio Shell, figurino e direção. Marone co- produziu uma temporada especial de dois meses do espetáculo no teatro Leblon em janeiro e fevereiro de 2007, tendo assim sua primeira experiência como ator/produtor.

Em 2006, volta para TV fazendo uma participação especial em Cobras & Lagartos, em seus últimos capítulos, interpretando Miguel, um namorado da Letícia (Cléo Pires), formando um triângulo amoroso entre Letícia (Cléo Pires) e Luciano (Carmo Dalla Vecchia).

Também em 2006 estréia no cinema no filme Sonhos e Desejos, como Vaslav, um bailarino que abandona a sua arte pra se dedicar à luta contra a ditadura ao lado do amigo Saulo (Felipe Camargo). Dirigido por Marcelo Santhiago o filme passou por alguns festivais, levando 2 premios no de Gramado.

Em 2007 ganha o seu primeiro papel de vilão na telenovela Paraíso Tropical¨ das 20hs, Rede Globo. De Gilberto Braga e Ricardo Linhares, direção de Dennis Carvalho. Namorado da doce e batalhadora Joana (Fernanda Machado), Humberto é foragido da polícia. Foi pro RJ pra trabalhar de fachada como garçom e fazer michê nas horas vagas,¨rato¨ da praia de Copacabana, simpaticão, "duas caras".

Ilude Joana até fugir com todo o seu dinheiro, e a deixa na miséria. Em 2007 e 2008 voltou pro teatro a peça Farsa, coletânea de quatro pequenas comédias de quatro grandes autores: Tchekhov, Cervantes, Moliére e Martins Pena.

Direção de Luis Arthur Nunes com Bianca Biyngton, Claudia Ohana, Luciana Braga, Mario Borges, Marcos Breda e Sergio Marone onde cada um deles fazia quatro personagens diferentes. O espetáculo teve 2 indicações ao Prêmio Shell 2008 e 2 indicações ao Prêmio APTR.

Em 2008 fez o programa Casos e Acasos uma série de humor semanal da TV Globo. Direção Marcos Shetman, Jayme Monjardim e Carlos Milani. Participou de 5 episódios fazendo 5 personagens diferentes ao lado de nomes como Fulvio Stefanini, Isabela Garcia.

Em 2009, fez o seu segundo vilão, agora com um tom mais cômico, e a personagem que mais repercutiu na sua cerreira televisiva: o Nicholas, da novela Caras & Bocas.

Em janeiro e fevereiro de 2010. Exatamente uma semana após terminar Caras & Bocas estréia em SP, PLay-Sobre sexo, mentiras e videotape de Rodrigo Nogueira, direção Ivan Sugahara.

Tiveram indicação ao Shell e APTR como melhor texto. Livremente inspirada no filme "Sexo, mentiras e video tape", a peça rodou o país, passando pelas principais praças de teatro até o começo de 2011.

Em 2011, fez o seu terceiro vilão, Marcos, de Morde & Assopra. Dessa vez o personagem tinha um tom de vilão com mais seriedade. Em 2012 mesmo sem contrato com a Rede Globo ele faz um participação na novelinha Malhação onde ele já trabalhou.

Apresentou, nos anos de 2012 e 2013, o concurso Miss Brasil, transmitido pela Band. Em 2014, integra o elenco de Sexo e as Negas, como Enéas.

No mesmo ano foi contratado pela Rede Record, para integrar o elenco de Os Dez Mandamentos, onde despontou no papel do faraó Ramsés.

o ator namorou a atriz Débora Bloch. Em janeiro de 2017, assumiu interinamente o programa Hoje em Dia, nas férias de César Filho

Tipos de trabalho:

- Mestre de Cerimonias
- Celebridades / Atores
- Apresentadores
- Presença Vip